• Ciência
  • Conhecimento
  • Evolução
  • Tecnologia

mamografia

05 de fevereiro, Dia Nacional da Mamografia

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres e de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2013 aproximadamente 52,7 mil novos casos do câncer foram diagnosticados no país.

A doença atinge principalmente as mulheres entre 40 e 49 anos de idade por isso, neste período o exame de mamografia, que permite detectar o tumor em estágio inicial, deve ser realizado anualmente e, a partir dos 50 anos, a cada dois anos. Mulheres com mãe, irmã ou filha que desenvolveram a doença antes dos 50 anos de idade devem realizar a mamografia a partir dos 35 anos uma vez por ano. A lei da mamografia (lei 11.664 de 2009) assegura às mulheres a partir dos 40 anos o exame gratuito pelo SUS.

Para destacar a importância da realização do exame de mamografia, em 2008 o dia 5 de fevereiro foi instituído como o Dia Nacional da Mamografia. A data foi escolhida por ser o Dia de Santa Ágata, considerada protetora contra doenças mamárias e padroeira dos mastologistas.

O Brasil possui um Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama, que recebeu do Ministério da Saúde (MS) recentemente um investimento de R$ 4,5 milhões até 2014, com o objetivo de reduzir a mortalidade em conseqüência dos dois tipos de cânceres mais comuns entre as mulheres.

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) não fica de fora dessa luta, em sua 14° Conferência Nacional de Saúde ficou decidido que deve ser feita uma revisão no protocolo para a realização de mamografia de rastreamento pelo Ministério da Saúde (MS) com o objetivo de ampliar o acesso das mulheres na faixa etária a partir dos 40 anos de idade para a realização de, pelo menos, um exame anual assegu¬rando o controle e acompanhamento dos casos de câncer confirmados, oferecendo atendimento multiprofissional específico.

Aproveite essa data para aumentar sua expectativa de vida. Procure seu médico e peça a ele que solicite seu exame!
<< VOLTAR
Este navegador não segue os padrões de desenvolvimento para internet W3C.
Aconselhamos utilizar um navegador que siga estes padrões como Mozilla Firefox, Opera ou Google Chrome